Rate this item
(0 votes)

Então Jesus pôs-se em pé e perguntou-lhe: “Mulher, onde estão eles? Ninguém a condenou?” “Ninguém, Senhor”, disse ela. Declarou Jesus: “Eu também não a condeno. Agora vá e abandone sua vida de pecado” (João 8.10 e 11).

Os mestres da lei e os fariseus levaram à presença de Jesus uma mulher que foi surpreendida em adultério, colocando-a em pé diante de todos. Questionaram o Senhor em relação ao comportamento da mulher dizendo que a lei de Moisés aconselhava apedrejar tais mulheres. Perguntavam o que o Senhor dizia a respeito da situação. Em verdade, eles não estavam preocupados com a lei de Moisés nem com a mulher! A intenção era “pegar” Jesus de improviso: se Ele fosse contra a lei, eles partiriam para cima e alegariam que o Senhor estava quebrando a lei de Moisés e, se Ele dissesse, “apedreja”, as pessoas que vinham ouvindo a sua mensagem de graça ficariam confusas. 

Jesus se inclinou e começou a escrever com o dedo no chão, e como eles continuavam a interrogá-lo, Ele Se levantou e disse: “Se algum de vocês estiver sem pecado, seja o primeiro a atirar pedra nela”. Inclinou-se novamente e continuou escrevendo no chão (João 8.7 e 8).  Jesus não quebrou a lei; em verdade, Ele usou da pureza da lei: Apedrejem-na quem não tiver pecado. O Único que não tinha pecado era Ele, Jesus! Ele era o Único que poderia apedrejá-la. Poderia, mas não o fez. Eles fariam mas não puderam. 

Interessante é que começando pelos mais velhos, todos foram saindo! 

Temos o pensamento de que a pessoa fica mais sábia ao envelhecer, mas não parece ser o caso. Jesus perguntou à mulher se ninguém a tinha condenado e disse: Eu também não a condeno. Vá e abandone sua vida de pecado. Ele a levantou e lhe deu uma nova chance. Ela foi altamente favorecida pelo Senhor. É isso que Jesus faz na vida do que crê n'Ele: Ele dá uma nova chance de vida!

Quando vamos a Israel e andamos nos arredores de onde era o templo, percebemos que o chão era pavimentado. Jesus quando estava escrevendo com o dedo no chão, ali era todo feito de pedra. Creio que o que Ele estava dizendo é “Vocês têm a ousadia de me falar da lei? Eu sou aquele que escreveu a lei”! Usou então, da própria lei para responder a eles, e voltou a escrever no chão. Temos que lembrar que os Dez Mandamentos foram escritos duas vezes e somente os Dez Mandamentos foram escritos em tábuas de pedra. A primeira nunca chegou ao pé da montanha. Deus falou com Moisés que descesse depressa, porque o povo já tinha se corrompido; lamentavelmente o povo que havia dito que faria tudo o que o Senhor mandasse, muito depressa quebrou o primeiro Mandamento quando fizeram o bezerro de ouro e o adoraram. Quando Moisés desceu, vemos a própria sabedoria de Deus quando ele quebrou as tábuas e elas nunca chegaram ao acampamento. Se ele tivesse entrado com elas no acampamento não teria sobrado ninguém. 

A fidelidade de Deus é eterna. Ele tinha um compromisso com a Promessa que fizera a seu servo Abraão e ali estavam os descendentes de Abraão. Deus não pode negar a si mesmo! A Sua fidelidade é eterna! Logo depois, Deus mandou Moisés de volta à montanha e deu, novamente, os Dez Mandamentos para substituir as pedras que foram quebradas; mandou colocar direto na arca da aliança, debaixo do propiciatório, onde o sangue era aspergido no dia da purificação. Então o Senhor via o sangue e não o pecado. 

Nós vemos o Senhor nas duas vezes em que Ele se inclinou para escrever no chão, a representação das duas vezes em que as Leis escritas em tábuas de pedras foram dadas. O Senhor falou de forma amorosa com aquela mulher! Ele a levantou enquanto a lei, mandava apedrejá-la. A graça não a condenou. Acredito que ela tenha vivido grata durante toda a existência dela e, graça é gratidão! Em grego, a mesma palavra para graça e favor, é obrigado. 

A Bíblia diz que a lei veio por intermédio de Moisés mas graça e verdade vieram por intermédio de Jesus Cristo. 

Para os judeus, a festa de pentecostes é uma celebração da entrada da lei de Deus; realiza-se cinquenta dias após a festa da Páscoa, quando Deus deu aos israelitas os Dez Mandamentos no monte Sinai, que era cinquenta dias depois de terem celebrado sua primeira Páscoa e terem saído da escravidão do Egito. Nós vemos que no primeiro pentecostes, três mil pessoas morreram e no Livro de Atos, quando o Espírito Santo veio no dia de Pentecostes, três mil pessoas foram salvas. Por isso Paulo disse que, A letra mata, mas o Espírito vivifica. Jesus é salvação! A religião não produz vida, mas a fé em Jesus Cristo, sim!

Quando uma pessoa olha para a Cruz e recebe Jesus Cristo como Salvador, ela é salva, e a Bíblia diz que não há condenação para aqueles que estão em Cristo. Só há salvação em Jesus Cristo. Fora d’Ele é impossível! Quando uma pessoa crê em Jesus ela tem a sua vida transformada, porque quando Jesus foi à Cruz, Ele venceu o pecado, as doenças e o diabo! Tudo foi vencido na Cruz. Em Jesus Cristo somos mais que vencedores! Ele é a Única fonte de vida e salvação. O Único caminho que leva a Deus é Jesus Cristo. 

João 16.7 a 11 diz: Mas eu afirmo que é para o bem de vocês que eu vou. Se eu não for, o conselheiro não virá para vocês; se eu for, eu o enviarei. Quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo. Do pecado, porque os homens não creem em mim; da justiça, porque vou para o pai, e vocês não me verão mais; e do juízo, porque o príncipe deste mundo já está condenado”. O Espírito Santo veio com esta função. O mundo está indo para o inferno, porque não está crendo em Jesus. Esse é o pecado que ele convence. Os crentes que foram feitos justiça de Deus e, do juízo, porque o diabo já está condenado. Tudo o que o primeiro Adão entregou para ele, o diabo, Jesus tomou de volta. Todo aquele que crer em Jesus Cristo será salvo e quando cremos em Jesus somos feitos justiça de Deus. Quando Deus olha para nós não nos vê mas vê a Cristo. A Bíblia diz que ele satisfez completamente as exigências da lei. Romanos 8.4.

Aquela mulher teria sido morta pelas regras da religião. A religião condena, mas Jesus diz que Ele não veio para condenar, mas para salvar. Quando uma pessoa se volta para Cristo e crê n’Ele, ela é salva e tem o seu destino curado. Jesus Cristo é o caminho, a verdade e a vida e Ele disse: Quem tem sede venha. 

Volte-se para Ele, coloque-O no centro da sua vida. Ele é o único capaz de salvar, transformar e preencher todo o vazio. Jesus Cristo é o Senhor. 

Conte com as minhas orações sempre. 

Cléo Ribeiro Rossafa

 

Vida e Fé, assista agora:

Indo além em Deus

22 Nov 2017 Vida e Fé

Na linha de batalha

20 Nov 2017 Vida e Fé

Indomável

19 Nov 2017 Vida e Fé

Coloca ordem na sua casa

12 Nov 2017 Vida e Fé

Mente renovada pisa na terra

08 Nov 2017 Vida e Fé

Curta nossa Página no Facebook